O ser-humano é feio, ridículo e sexual na fotografia de Dougie Wallace (+18)

orig_blackpool-2013-cats-eyes_5877orig_blackpool_kiss-me-quick_8459

Documentar estruturas sociais com interesse e conseguir capturar em cores os sentimentos que envolvem o assunto escolhido não é tão simples quanto parece. Apenas alguns profissionais obtém resultados amplos e sinceros como Dougie Wallace.

Dougie nasceu em Glasgow, na Escócia, e a há mais de 15 anos vive em Londres. Seu trabalho mais memorável foi realizado durante viagens por Tailândia, Índia, Brasil, Rússia, Inglaterra e França. Um processo de exploração espacial que , em seu caso, passa longe do tradicionalmente bonito.

Ao romper com convenções associadas ao documentarismo e explorar o feio, o nojento e o submundo, Wallace dispara assuntos que chamam a atenção pelo “fator ridículo”, faceta inerente a condição humana. Boêmia, sexo, pornografia, nudez, drogas prostituição, obesidade e sexualidade são algumas das temáticas presentes em sua fotografia. Mais a seguir.

Continuar lendo

A esposa do fotógrafo Fabio Sabatini de frente para o mundo

fabiosabatini16 fabiosabatini24

Fabio Sabatini não trabalha com fotografia profissionalmente, mas deveria. Seu projeto pessoal “Shoulders” é composto por fotos de sua esposa Alessandra, sempre de costas para a câmera e de frente para maravilhosas paisagens naturais e urbanas. Os cliques são feitos em viagens pelo mundo: países europeus como Grécia e Espanha, ou cidades asiáticas como Bali e Banguecoque,  são alguns dos lugares que esses cabelos  louros já viram. Através de um ângulo de visão que nos posiciona, Fábio criou imagens cheias de sentimentalismo: verdadeiras expressões visuais do amor dele por sua esposa.

Continuar lendo

A Tailândia através da música de Sondi Sodsai

Sondi Sodsai

Sondi Sodsai nasceu filha de professor de biologia em 1934 e começou a se envolver com as artes em Banguecoque ainda bem jovem. Em 1959, ela vence o Miss Tailândia e viaja aos Estados Unidos para participar do Miss Universo. Apelidada de “a menina de cara feliz”, ela perde a competição principal para a japonesa da vez, contudo ganha o título de Miss Simpatia: o prêmio inclui uma bolsa para estudar Artes Dramáticas na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Após participar de alguns seriados de TV americanos e antes de voltar ao seu país de origem para se tornar chefe do Departamento de Artes na Universidade de Banguecoque, ela grava um disco em parceria com o pai da música Exotica, Martin Denny.

Continuar lendo