As pinturas de cunho político do artista americano Asad Faulwell

Les_Femmes_D_Alger_4_2011_48x36_small Les_Femmes_D_Alger_10_48x36_small

As pinturas do americano Asad Faulwell automaticamente nos remetem a tapeçarias do Oriente Médio ou, quiça, algum período marcante da estética indiana. Não obstante, uma pesquisa mais aguçada pode nos provar que sua arte está relaciona a acontecimentos políticos de um país, quem diria, africano: a Argélia.

Continuar lendo

Os retratos piscodélicos da pintora Sascha Braunig

Sascha-Braunig_web5 Sascha-Braunig_web6

Sascha Braunig, formada pela Yale School of Art e atualmente vivendo em Portland, nos Estados Unidos, é uma pintora canadense com um talento inegável para o foto-realismo. No entanto, ela opta por cobrir suas personagens com esses padrões coloridos e geométricos, deixando-as irreconhecíveis. A maioria de suas pinturas e desenhos apresentam bustos femininos olhando diretamente (?) para o observador.

Por um lado, seu trabalho evoca Surrealismo, por outro, decorações barrocas. Algo é certo: com elegância e bom humor, Braunig se apropria de técnicas históricas de retratos para criar um estilo original e intransferível, que, apesar de seu aspecto psicodélico, segundo a autora, não foram induzidos por drogas. Para o pessoal da Vice, ela disse: “Este não é o meu estilo de vida. Assim, eu quero que as pessoas estejam em um estado elevado ao observar minha arte, e obviamente, não posso controlar o que tal estado acarretará para cada pessoa. Então, eu acho que você poderia dizer que é como se fosse uma trip mesmo.

Continuar lendo

Disquetes antigos são telas para as pinturas de Nick Gentry

5405272856_14c321b444_b 8473317282_4ef2db681d_c

Com um repertório visual relevante para a atual Street Art londrina começa a ganhar destaque no cenário artístico internacional o inglês Nick Gentry. Em seu “projeto de arte social” (como ele mesmo diz), Nick utiliza artefatos tecnológicos “arcaicos” como plataforma criativa para seu trabalho. São disquetes, CDs e videogames, entre outros enviados de colaboradores pelo correio. Seu trabalho pretende relacionar a variedade de memórias contidas nesses objetos fazendo-os participar de forma ativa em cada quadro. Uma nostalgia de eletrônicos dos anos 90 que gera uma estranha sensação de que tudo está acontecendo muito rápido. Rápido demais.

Continuar lendo

Os exuberantes e coloridos retratos de Françoise Nielly

francoisniellypaintings1 francoisniellypaintings6

A partir de uma colorida variedade de tintas, a artista francesa Françoise Nielly cria pinturas a óleo super exuberantes. São retratos figurativos que, entretanto, possuem uma qualidade abstrata intrínseca. Cada face é concebida através de grossas camadas de tinta inteligentemente aplicadas com uma espátula de metal. Essa crueza em seus traços valoriza um erotismo inerente que é sutilmente exalado por sua obra.

Continuar lendo

Recriações fotográficas de pinturas renascentistas

markabouzeidthenewnewworld9 markabouzeidthenewnewworld10

O fotógrafo Mark Abouzeid recria pinturas renascentistas utilizando modelos reais em sua série “The New New World“, trabalho que salta aos olhos devido a uma composição impecável e figurinos convincentes. Um olhar contemporâneo sobre um período histórico em que o mundo revalorizava conceitos artísticos da antiguidade, notadamente a grega.

Durante o Renascimento, a pintura é o principal meio de eternizar uma imagem, já nessa era moderna em que vivemos é a fotografia que cumpre popularmente esse papel. Por isso o trampo de Abouzeid tem um gosto tão especial, resgatando a lente que faz as vezes de um pincel, considerando luz, sombra e posicionamento de maneira muito mais precisa.

Continuar lendo

As mulheres em páginas de livros antigos por Loui Jover

louijover06 284005-10519509-7

O artista australiano Loui Jover usa páginas e mais páginas de livros antigos como plataforma para suas pinturas com tinta nanquim. A maioria de seus trabalhos são protagonizadas por mulheres emocionadas, amorosas e complicadas. Além do fundo inusitado, são as gotas de tinta caindo (e escorrendo) exatamente nos lugares certos que dão poder à sua coleção.

Continuar lendo