As transições da vida nas pinturas de Michelle Jader

MichelleJader14 MichelleJader5

No decorrer de nossas vidas passamos por diversas mudanças de fase: um  novo emprego, ter um filho, terminar um namoro, morar em outro país, etc. Essas transições simultaneamente apavorantes e estimulantes estão representadas nessa série de pinturas nomeadas “Leaps and Bounds” (Trancos e Barrancos, em português) da artista americana Michelle Jader. Segundo ela, suas pinturas “exploram a indecisão que envolve mergulhar na próxima fase de nossas vidas, são momentos críticos que contém um sentimento universal de perda de controle e evolução mental e espacial.”.

Para criar pinturas cheias de energia Jader faz um minucioso estudo dos movimentos do corpo de seus personagens conforme eles pulam em uma cama-elástica. Baseada nessa observação ela desenvolve imagens que descrevem naturalmente suas levitações e quedas através do ar. Utilizando uma plataforma de vidro acrílico semitransparente, a artista depois une as camadas dessas imagens para transparecer a ideia de passado, presente e futuro.

Continuar lendo

Disquetes antigos são telas para as pinturas de Nick Gentry

5405272856_14c321b444_b 8473317282_4ef2db681d_c

Com um repertório visual relevante para a atual Street Art londrina começa a ganhar destaque no cenário artístico internacional o inglês Nick Gentry. Em seu “projeto de arte social” (como ele mesmo diz), Nick utiliza artefatos tecnológicos “arcaicos” como plataforma criativa para seu trabalho. São disquetes, CDs e videogames, entre outros enviados de colaboradores pelo correio. Seu trabalho pretende relacionar a variedade de memórias contidas nesses objetos fazendo-os participar de forma ativa em cada quadro. Uma nostalgia de eletrônicos dos anos 90 que gera uma estranha sensação de que tudo está acontecendo muito rápido. Rápido demais.

Continuar lendo

Um simpático senhor e seu balão na série fotográfica do sueco Viktor Gårdsäter

1 4

Viktor Gårdsäter é um bem conceituado diretor criativo sueco baseado em Estocolmo. Usando uma linguagem nos moldes de um editorial de moda, recentemente ele divulgou essa série de fotografias que de maneira curiosamente divertida tratam de temas um tanto quanto pesados: passagem do tempo, fragilidade humana e memórias pessoais. “Ballon man’s last walk” ou “A última caminhada do homem do balão” relaciona morte e vida severina através do imaginário de um protagonista sereno e respeitável. Viktor fala mais sobre o projeto em seu portfólio:

“Balloon man’s last walk” é uma história fashionista sobre o último dia de vida de um homem. Nós estamos acompanhando esse personagem através de uma jornada nostálgica por lugares importantes de sua vida, uma última caminhada e uma despedida de sua cidade. Bem vestido, ele segura o balão que representa a morte. No desfecho o balão o levará para os céus.

Continuar lendo

Estaria Detroit se transformando numa cidade fantasma?

Detroit Ontem e Hoje

Detroit já foi uma das principais cidades dos Estados Unidos, sendo considerada o mais importante centro da indústria automobilística no país. De 1910 a 1950, a população da cidade subiu de 280 mil para quase dois milhões de pessoas, obviamente que tamanho contingente populacional demandou a construção de casas, escolas, hospitais, etc. para suprir novas necessidades.

Continuar lendo

E se você contasse o tempo em cores?

The Present

A agência de criatividade norte-americana m ss ng p eces  está propondo uma nova forma de considerarmos a passagem do tempo com o “The Present”. Segundo o vídeo de divulgação a seguir, a forma como temos contado o tempo desde o século XVIII (horas, minutos e segundos) não está mais de acordo com o modo como vivenciamos o tempo no século XXI, em que todas as pessoas que conhecemos ou todas as coisas que queremos saber estão a apenas um segundo de distância.

Continuar lendo

A arte de Alexey Menschikov na Rússia

Alexey Menschikov é um artista russo que utiliza diferentes  meios  para exercer sua criatividade. Seus trabalhos passam por fotografia, street art e vídeo. Ele administra luz e sombra simetricamente para falar sobre passagem do tempo e cotidiano urbano. Confira o apanhado geral.

Continuar lendo