As pinturas de cunho político do artista americano Asad Faulwell

Les_Femmes_D_Alger_4_2011_48x36_small Les_Femmes_D_Alger_10_48x36_small

As pinturas do americano Asad Faulwell automaticamente nos remetem a tapeçarias do Oriente Médio ou, quiça, algum período marcante da estética indiana. Não obstante, uma pesquisa mais aguçada pode nos provar que sua arte está relaciona a acontecimentos políticos de um país, quem diria, africano: a Argélia.

Continuar lendo

As transições da vida nas pinturas de Michelle Jader

MichelleJader14 MichelleJader5

No decorrer de nossas vidas passamos por diversas mudanças de fase: um  novo emprego, ter um filho, terminar um namoro, morar em outro país, etc. Essas transições simultaneamente apavorantes e estimulantes estão representadas nessa série de pinturas nomeadas “Leaps and Bounds” (Trancos e Barrancos, em português) da artista americana Michelle Jader. Segundo ela, suas pinturas “exploram a indecisão que envolve mergulhar na próxima fase de nossas vidas, são momentos críticos que contém um sentimento universal de perda de controle e evolução mental e espacial.”.

Para criar pinturas cheias de energia Jader faz um minucioso estudo dos movimentos do corpo de seus personagens conforme eles pulam em uma cama-elástica. Baseada nessa observação ela desenvolve imagens que descrevem naturalmente suas levitações e quedas através do ar. Utilizando uma plataforma de vidro acrílico semitransparente, a artista depois une as camadas dessas imagens para transparecer a ideia de passado, presente e futuro.

Continuar lendo

A ousadia nas intervenções artísticas de Chad Wys

5052bac3acd553d8473491333f50cf86 79bb68c2c019d14221b9b8b19fabc9aa

Ousadia. Essa é a palavra que essencialmente descreve o trabalho do artista americano Chad Wys. Há um porquê irritante em ver estruturas incompletas em um mundo onde a informação está cada vez mais “pronta para o consumo”. Num processo destrutivo, Chad cria barreiras contraditórias entre observador e objeto no intuito de recontextualizar estilos tradicionais de arte barroca e neoclássica. Sua intervenção digital ganha significado ao nos fazer negociar mentalmente com o que é visível e invisível em suas composições. Cores e formas também são meticulosamente escolhidas com o mesmo objetivo, às vezes complementares, às vezes conflitantes.

Continuar lendo

Grindr ilustrado, aplicativo gay transformado em arte

tumblr_ml0g92Fw5c1s405eao1_1280 tumblr_mj07dbjt7u1s405eao1_1280

O Grindr é um aplicativo de celular que informa ao usuário quem são os outros gays em um raio de 100 km de distância, o objetivo principal é possibilitar e facilitar encontros entre homens. Foi essa rede social imediatista e picante que serviu de inspiração para um artista britânico criar arte.

No projeto Grindr Illustrated, Ted Sterchi subverte a atmosfera sexual do aplicativo ao transformar as fotos de perfis dos usuários em encantadoras ilustrações em aquarela. Sobre isso, Ted conversou com o portal The Huffington Post:

A ideia por trás desta série  é transformar essas imagens –  às vezes sexuais, com descrições objetivas –  em desenhos inofensivos. Para mim, alguns deles continuam sexy, mas esta não é a intenção.

Hoje em dia é tão fácil tropeçar em pornografia, eu queria neutralizar isso –  não que eu seja puritano, mas acho excessivo. A ideia me ocorreu enquanto eu estava jogando videogame, e comecei a desenhar imediatamente. Acho que pintei dez retratos na primeira noite.

Continuar lendo

Disquetes antigos são telas para as pinturas de Nick Gentry

5405272856_14c321b444_b 8473317282_4ef2db681d_c

Com um repertório visual relevante para a atual Street Art londrina começa a ganhar destaque no cenário artístico internacional o inglês Nick Gentry. Em seu “projeto de arte social” (como ele mesmo diz), Nick utiliza artefatos tecnológicos “arcaicos” como plataforma criativa para seu trabalho. São disquetes, CDs e videogames, entre outros enviados de colaboradores pelo correio. Seu trabalho pretende relacionar a variedade de memórias contidas nesses objetos fazendo-os participar de forma ativa em cada quadro. Uma nostalgia de eletrônicos dos anos 90 que gera uma estranha sensação de que tudo está acontecendo muito rápido. Rápido demais.

Continuar lendo

Os exuberantes e coloridos retratos de Françoise Nielly

francoisniellypaintings1 francoisniellypaintings6

A partir de uma colorida variedade de tintas, a artista francesa Françoise Nielly cria pinturas a óleo super exuberantes. São retratos figurativos que, entretanto, possuem uma qualidade abstrata intrínseca. Cada face é concebida através de grossas camadas de tinta inteligentemente aplicadas com uma espátula de metal. Essa crueza em seus traços valoriza um erotismo inerente que é sutilmente exalado por sua obra.

Continuar lendo