O documentário “A Caminho da Copa” aborda o impacto social causado por megaeventos no Brasil

maxresdefault DP-7

O documentário brasileiro A Caminho da Copa foi desenvolvido pelo Ponto de Mídia Livre Pólis Digital, uma plataforma colaborativa de produção para mídias livres que trata de temas urbanos relevantes sob um contexto global.

O filme aborda opiniões diversas sobre o impacto que a preparação de megaeventos, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, têm no cotidiano de moradores de comunidades carentes em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Foram ouvidos desde intelectuais como Raquel Rolnik (relatora especial da ONU para o direito à moradia adequada), interessados políticos como Juca Kfouri (deputado federal e formulador da Lei Geral da Copa) , até os próprios moradores, vítimas diretas da “limpeza social” que o governo se propôs a fazer no sentido de abrilhantar a vitrine brasileira para estrangeiros e mídia internacional. Ver pra crer.

Alice X. Zhang e suas ilustrações inspiradas em filmes

6SlumdogMillionaire

Quem Quer Ser um Milionário? (2008)

Pulp Fiction

Pulp Fiction (1994)

A designer e ilustradora digital americana Alice X. Zhang conquistou as características realistas de seu traço através da repetição. São dezenas de ilustrações em seu perfil na comunidade artística DeviantArt, a maioria retratos de personagens de cultura pop que exigiram mais de 4 horas no Photoshop para serem feitos. Em um recente projeto pessoal, Alice produziu essas ilustrações de temática cinematográfica. A bela série passa por filmes clássicos, artísticos, indies e blockbusters. Confira.

Continuar lendo

Acontece na vida, acontece nos filmes

biopicandreallifecounterparts10biopicandreallifecounterparts16

Vidas de pessoas que ficaram famosas por diferentes motivos já foram transpostas a linguagem cinematográfica inúmeras vezes. Por isso, o blog americano My Modern Met, juntou essa série de imagens em que lado-a-lado, ator-e-pessoa, podem ser comparados pelos fãs das cinebiografias.

Caso você se perca, no final do post há os nomes de todos os atores e as respectivas pessoas que interpretaram.

Continuar lendo

I Love Your Work, um documentário sobre pornografia lésbica (NSFW)

Jonathan Harris passou 10 dias seguindo 9 atrizes de pornô lésbico 24 horas por dia e gravando vídeos de 10 segundos a cada 5 minutos. O resultado desse  cálculo são os 2.202 vídeos (mais ou menos 6 horas de gravação)  que serviram para produzir o interessante documentário I Love Your Work.

“Assim, todo mundo consume pornografia, quero dizer, não todo mundo, mas a maioria das pessoas.” Esta é a frase que dá início ao teaser do filme que você verá a seguir. Muito mais do que um olhar superficial sobre um estilo de vida instigante, o filme nos relata o cotidiano de 9 mulheres vivendo suas complexidades: vida, juventude, fama, privacidade, gênero e sexualidade.

Por enquanto, apenas em inglês.

Dois filmes, uma sentença

A reluctant hero competes for the freedom of his her people and inspires them to believe they are strong enough to defeat their foes.Um(a) herói(na) relutante compete pela liberdade de seu povo e os inspira a acreditar que eles são fortes o suficiente para derrotar seus inimigos.

A cowboy must deal with an unwelcome alien.

Um cowboy precisa lidar com a chegada de um alien indesejado.

Em termos de História, a do Cinema é certamente recente. Contando com seus pouco mais de 100 anos de vida, a produção cultural gerada por essa que veio a ser uma das maiores armas da indústria do entretenimento é, entretanto, em uma palavra, colossal. São milhares e milhares de filmes, um cálculo impossível, eu diria. Porém, o que  pode passar despercebido é o quanto “histórias originais” parecem informalmente repetir-se.

“Que frase poderia descrever dois filmes completamente diferentes?”, essa pergunta foi lançada na rede social/fórum Reddit. Entre centenas de respostas dos usuários, o portal americano My Modern Met separou e ilustrou algumas, para nossa alegria.

O resultado é este olhar criativo sobre títulos que você provavelmente jamais pensaria em colocar no mesmo saco. Apesar de terem nomes de personagens, eventos e estilos diferentes, os filmes a seguir possuem enredos surpreendentemente parecidos! Repare.

Continuar lendo

O cinema de costas para a câmera

Back-to-the-Camera-Shot- Back-to-the-Camera-Shot-2

Há algumas semanas atrás o Simplista falou sobre uma compilação de cenas em que personagens dirigiam-se ao espectador através da quebra da quarta parede no cinema.  Já nesta outra vídeo-compilação, a produtora independente Plot Point Productions selecionou um outro aspecto da linguagem cinematográfica que posiciona-nos dentro do filme: quando os personagens ficam de costas para a câmera e compartilham conosco tudo o que estão vendo. Interessante observar como esse clichê visual é especialmente utilizado em momentos que intentam demostrar  grandiosidade espacial, poder ou submissão.

Para ver uma lista com o nome de todos os filmes que aparecem neste vídeo entre no perfil da produtora no Vimeo.