Tudo o que o Mika quer é fazer você feliz

O premiadíssimo cantor de música pop, Mika, lançou oficialmente seu novo disco no último dia 16 de setembro. Seu terceiro álbum “The Origin of Love” é precedido pelo doce e perspicaz “Life in Cartoon Motion” e pelo “The Boy Who Knew Too Much”, uma inteligente revisita à adolescência.

Algumas pessoas diriam que o sucesso da carreira musical de um artista tem que ser determinada pela popularidade do último disco em relação ao anterior. Mas em projetos autênticos como apenas os melhores sabem fazer, é preciso também relacionar o desenvolvimento da vida do artista, como isso refletiu na sua arte e principalmente no sentimento dos seus ouvintes, os fãs.

Em “Life in Cartoon Motion” aprendemos que nossa infância não foi lá aquelas coisas, mas que se  “Relax, Take It Easy”, aos poucos enxergamos que podemos ser marrons, azuis, verdes ou violet sky. Que nossas amigas gordas são as mais bonitas, e que temos que sugar o máximo do pirulito do amor enquanto somos criança, porque a partir do momento que você conhece o amor verdadeiro, isto só vai te trazer ressentimentos.

Depois, nós saberíamos tudo o que um menino que fica trancado em seu quarto a adolescência inteira precisa saber em “The Boy Who Knew Too Much”. Foi a época que lemos Harry Potter, O Senhor dos Anéis, O Terceiro Travesseiro ou seja lá que livro você leu em 10 minutos que te fez ser assim: um menino de ouro, we are golden! Você não sabia se culpava seu pai, sua mãe, os meninos ou as meninas. Mas alguém precisava tomar a responsabilidade por aquela culpa que você sentia. Aquela chuva que você sentia por ser do jeito que você era, tentando seguir em frente, por vezes promíscuo, como se fosse um “menino de brinquedo”.

Após a tempestade vem sempre a bonança! No espetacular The Origin of Love, temos renovado nosso encontro com Mika. Dessa vez perdidamente apaixonado pela vida… e por outro homem! O cantor recentemente assumiu publicamente sua homossexualidade e claro que isso refletiu em sua música, se já não refletia antes, risos. Durante a música “Origin of Love”, Mika busca o amor sem medo de ser muito feliz pelo caminho, desafiando literalmente Deus e o mundo, para descobrir que existe sempre alguma coisa, seja um artefato, uma droga, uma pessoa, uma profissão, uma molécula de oxigênio que serve apenas para encontrarmos a origem do amor: nós mesmos!

E vai dizer que você, você aí, não se ama muito mais hoje em dia do que até bem pouco tempo atrás? Hoje você ri na cara do bullying que você sofreu, tanto quanto Mika na música “Popular Song”. Já “Emily” é uma paz aos ouvidos dos não falantes da língua francesa, sendo uma versão em inglês do já bombadíssimo single lançado em 2011, “Elle me Dit”. E este é o seu único descanso, o disco tem batidas de tirar o fôlego, já que tudo o que o Mika quer é fazer você feliz!

Segundo ele, o álbum “é um tipo de trabalho colaborativo que só é possível quando todos os envolvidos ~se jogam~ no projeto desejando apenas divertimento, sem ego envolvido.” Tudo foi realizado na ponte àerea entre Miami e Londres. “The Origin of Love é sobre amor e tolerância.”, completa.

O disco têm dois principais singles por enquanto: “Make You Happy” e “Celebrate”, duas competentes músicas pop para deixar qualquer pista de dança louca da pixirica. Ambos estes singles encontram o êxtase em faixas bônus produzidas por DJ’s como Cherokee e Robbie Rivera.

É uma delícia ver Mika assim: feliz, apaixonado e maduro. Um pouco como eu e você. Acreditando num mundo melhor, deixando todos os ressentimentos para trás e celebrando a vida como nunca antes!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s